fbpx
Cultura

Café em Filmes: 6 vezes em que ele foi um personagem importante nas telinhas

Vezes em que o café foi um personagem importante em filmes
O fabuloso destino de Amélie Poulain - Reprodução Internet

O café tem muitos papéis diferentes em todas as áreas da sociedade, incluindo o mundo dos filmes e da dramaturgia. Seja como companheiro fiel do time da produção, edição, roteiro… Ou até mesmo, como vamos mostrar hoje, como parte do elenco principal. Selecionamos algumas vezes em que o nosso amado cafezinho de cada dia foi de suma importância para o audiovisual.

Em A Origem, de Christopher Nolan, Leonardo DiCaprio e Elliot Page protagonizam a famosa “Dream World Cafe Scene”, na qual o personagem de DiCaprio explica para Paige que ele está, na verdade, sonhando, e não vivendo no mundo real. A icônica cena, considerada uma das mais importantes do filme, apresenta os dois em uma agradável cafeteria no meio da tarde, tomando um café expresso.

Já a série Friends possui o cenário, na maioria das vezes, também dentro do café Central Perk. Neste caso, o telespectador se junta a um grupo de 6 amigos na transição para os 30 anos, período em que a amizade é o tema central, estando o café sempre presente nos encontros.

Não existem dúvidas de que o café é uma das bebidas favoritas no mundo todo e, como em certos momentos a arte imita a vida, ele sempre marca presença nas telas.

Fizemos uma lista com filmes que provam como o encontro de café com cinema pode ser inesquecível:

Café em Filmes

1) O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (2001)

Direção: Jean-Pierre Jeunet

No filme, acompanhamos os pensamentos e as ideias originais da garçonete Amélie. A personagem, uma francesa um pouco excêntrica, nos leva em um passeio por suas idiossincrasias cotidianas em seu próprio universo.

O café, onde a personagem trabalha se chama Café des Deux Moulins e é uma atração turística bastante visitada em Paris até hoje, no bairro de Montmartre.

Café em Filmes: O Fabuloso Destino de Amelie Poulain
O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (2001) – Reprodução Internet

2) Pulp Fiction: Tempo de Violência (1994)

Direção: Quentin Tarantino

A cena em que Jimmy (Quentin Tarantino) serve a Vincent (John Travolta) e Jules (Samuel L. Jackson) um café na sua cozinha e os três comentam sobre a qualidade da escolha, deixou lembranças nos amantes do filme.

Jimmy comenta que compra um café gourmet, ao contrário do que a sua esposa costuma escolher, dando o tom do seu gosto sofisticado e caro da escolha.

Os amantes do filme do diretor e os apaixonados pelo verdadeiro sabor do café adoram a cena.

Café em Filmes: Pulp Fiction: Tempo de Violência
Pulp Fiction: Tempo de Violência (1994) – Reprodução Internet

3) O Sonho de Dukale (2016)

Direção: Josh Victor Rothstein

Trata-se de um documentário que retrata a história de uma viagem para a Etiópia, berço do café. Nele, ator Hugh Jackman, conhece Dukale, um jovem fazendeiro de café que trabalha sem descanso, todos os dias, para sustentar a sua família.

A experiência foi profundamente inspiradora e isso transparece no documentário.

Nessa jornada, o ator e sua esposa, Deborra-Lee Furness, perceberam o impacto que o café Fair Trade (café de comércio justo) pode ter na vida do produtor, das comunidades, do meio ambiente e como esse tipo de café pode mudar vidas em diferentes partes do mundo.

Após a viagem, impactado pela experiência, o ator criou uma fundação e uma linha de grãos de café para ajudar no desenvolvimento dessas comunidades e outros projetos ao redor do mundo.

Café em Filmes: O Sonho de Dukale
O Sonho de Dukale (2016) – Reprodução Internet

4) Entre Dois Amores (1986)

Direção: Sydney Pollack

Em um romance dramático, a obra traz a história de Karen Blixen, interpretada pela sempre fantástica Meryl Streep.

Uma dinamarquesa se muda para uma fazenda de café no Quênia e se casa com um barão, se tornando administradora da propriedade.

Tudo muda e se transforma com a chegada de Denys Finch Hatton (Robert Redford), um aventureiro aristocrata inglês.

Café em Filmes: Entre Dois Amores
Entre Dois Amores (1986) – Reprodução Internet

5) Café com Canela (2018)

Direção: Ary Rosa e Glenda Nicácio

A obra nacional é a prova de que o hábito brasileiro de tomar um bom café da tarde pode até mesmo salvar vidas.

Após a perda do seu filho, Margarida (Valvinéia Soriano) vive isolada da sociedade. Certo dia, sua ex-aluna, Violeta (Aline Brunne) faz uma visita para um cafezinho e acaba trazendo um pouco de luz para a pessoa que foi tão importante em sua jornada.

Café em Filmes: Café com Canela
Café com Canela (2018) – Reprodução Internet

6) Caffè Sospeso (2017)

Direção: Fulvio Iannucci e Roly Santos

Uma tradição viva até hoje da Itália, o Caffè Sospeso traz a tradição de deixar o café já pago para ser apreciado por uma outra pessoa anônima, em um momento posterior.

Passando por cidades como Buenos Aires, Nova York e Napoli, a jornada observa a socialização que pode resultar do simples ato de tirar um tempinho para um café, como uma desculpa para um encontro ou uma conversa.

O documentário apresenta relações espontâneas e pessoas comuns, como clientes, baristas e donos de cafeterias.

Café em Filmes: Caffè Sospeso
Caffè Sospeso (2017) – Reprodução Internet

Gostou de ver o café em filmes? Então para encerrar essa nossa lista da sétima arte e também para inspirar os corações, deixamos essa linda poesia de Caio Fernando Abreu:

“Um café e um amor… Quentes, por favor!
Sem excessos de doçura ou amargura.
Forte
Doce…
Que ambos façam meu coração acelerar.
Que me mantenham vivo.

Um café e um amor… Quentes, por favor!
E que de nenhum deles eu sofra de vício,
Mas que de ambos,
Eu possa me dar ao luxo do hábito

Um café e um amor… Quentes por favor!
Pra ter calma nos dias frios.
Pra dar colo
Quando as coisas estiverem por um fio.

E que eles nunca tenham gosto de ontem
Nem anseiem pelo amanhã
Que me façam feliz nesse agora,
Que me abracem pela manhã.”

Caio Fernando Abreu

Leia Mais…

Clube Muito Gourmet
Dicas & Promoções Exclusivas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Cultura

Por que o café colombiano é tão famoso em todo o mundo?

Vale a pena ler também...