fbpx
Turismo

O que fazer em Salvador: um roteiro para o Farol da Barra

O que fazer em Salvador - Farol da Barra
Farol da Barra por: Mr. Söbau no Unsplash

Procurando o que fazer em Salvador? Seja você turista ou local, vamos te sugerir um breve roteiro que pode ser feito em até uma tarde ao Farol da Barra. Que ele foi construído para proteger Salvador de uma invasão marítima é meio obvio. Mas que a Baía de Todos os Santos que o farol protege é a maior reentrância do tipo do Brasil e a segunda maior do mundo talvez você não saiba. Vamos te situar: sabe aquela pontinha para fora que o mapa do Brasil faz quando você olha bem pra o Estado da Bahia?

Mapa da Bahia - Farol da Barra
Essa aqui! 🙂

Pois é, bem nessa pontinha aí está o Farol da Barra, icônico ponto turístico da cidade de Salvador. Nem pense em visitar a cidade sem fazer uma visita ao local.

A Barra é um dos mais amados bairros da cidade e atrai soteropolitanos e turistas, afinal é onde tudo acontece em meio a uma overdose de paisagens. Vem com a gente que te mostramos um roteiro passo a passo para conhecer esse local caminhando ou melhor, flanando.

Morro do Cristo

Antes de mais nada, para começar o seu trajeto, sugerimos que comece a sua caminhada no Morro do Cristo para ir, depois, descendo em direção ao Farol. Um disclaimer: esse trajeto só é viável quando não é carnaval na cidade, já que ele vai, justamente, no sentido contrário ao que os trios elétricos desfilam envoltos a uma multidão. Em outras palavras, nos dias de carnaval é melhor seguir o fluxo da folia!

Aqui no Morro do Cristo é o local perfeito para apreciar a enseada da praia e ele, o centro de todas atenções: o Farol da Barra. Arriscamos dizer que essa é a melhor vista que você vai ter do Farol inteirinho, abraçado pelo mar. Tire muitas fotos, afinal o local é um dos cenários perfeitos para isso.

Saindo do Morro do Cristo, vá andando pelo calçadão em direção ao Farol. A caminhada despretensiosa conta com uma brisa gostosa que vem do mar. Se for corajoso, encare a tiroleza instalada no local e faça a descida em tempo recorde e com máxima emoção. Essa parte da avenida é inteira margeada por uma especial balaustrada branca que dá personalidade ao local.

Buraco da Sereia

Um pouquinho antes de chegar no Farol, um outro local imperdível para fotos dele, é o Buraco da Sereia. Uma pequena piscininha de águas cristalinas acumuladas entre as pedras na maré baixa cria uma paisagem perfeita para um registro inesquecível da visita, uma foto tirada do Buraco da Sereia é garantia de sucesso nas redes sociais: um verdadeiro espaço Instagramável.

O Farol da Barra e seu Museu Náutico

O Farol da Barra merece uma visita mais demorada. Ele foi construído dentro do Forte Santo Antônio da Barra e hoje abriga um interessante Museu Náutico. O museu abriga instrumentos de navegação, como o astrolábio e antecessores das modernas bússolas, além pequenas réplicas de embarcações. O destaque fica para uma pequena, mas significativa réplica de um navio negreiro. Ela nos faz refletir sobre as tenebrosas condições em que os escravizados eram transportados nessa embarcação tumba e chegavam ao país. O museu também abriga peças que foram recuperadas do fundo do mar, em interessante registro centenário, cuja história é contada pelos objetos.

A subida ao Farol propriamente dito, uma torre listrada em preto e branco, exige um pouquinho de equilíbrio e uma dose de fôlego, uma vez que os degraus são um pouco estreitos, mas a vista panorâmica lá de cima vale todo o esforço. Não deixe de subir se tiver a oportunidade, a vista é mesmo magnífica.

Forte Santa Maria e o Forte São Diogo

Recuperado da emoção da vista encantadora, continue seguindo a balaustrada branca que margeia o bairro e siga em direção ao Forte Santa Maria. Dentro dele, funciona o Espaço Pierre Verger da Fotografia Baiana, com obras de diversos fotógrafos além daquelas do próprio fotógrafo-antropólogo franco-baiano que batiza o local. É uma mostra imperdível da história da fotografia baiana. Fechado às terças e com entrada gratuita às quartas-feiras, o ingresso também permite a visita ao Espaço Carybé, logo mais à frente, no Forte São Diogo.

O bairro ainda guarda surpresas, por isso, continue a sua visita em direção à Praia do Porto da Barra. A faixa de areia é curta e disputada e o local é um ponto de encontro na cidade. Nessa praia foi onde o fundador da cidade, Tomé de Souza primeiro desembarcou e hoje existe um marco para lembrar a todos esse local.

Praia do Porto da Barra

Nessa democrática praia do Porto da Barra sugerimos que você encerre a sua visita, observando o pôr do sol. A vista é um colírio para os olhos e uma inspiração para o espírito, um verdadeiro espetáculo digno de aplausos.

Essa praia encanta diariamente turistas e locais, sendo até referenciada pelo jornalista Sebastian Modak, do The New York Times como um dos 52 pontos turísticos mais recomendados do mundo. Ou seja, estando em Salvador a visita é quase obrigatória.

Por fim, você estiver pensando em conhecer um pouco mais a cidade, vale a pena conferir o nosso Roteiro de um dia no Centro Histórico de Salvador, está imperdível!

Atividades Incríveis em Salvador

Leia Mais

Clube Muito Gourmet
Dicas & Promoções Exclusivas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Turismo

Roteiro de um dia no Centro Histórico de Salvador

Vale a pena ler também...