fbpx
Notícia

Restaurante Origem é o brasileiro mais bem colocado no Latin America´s 50 Best Restaurants

Origem no Latin America´s 50 Best Restaurants

Casa dos chefs Fabrício Lemos e Lisiane Arouca conquistou a 52º posição e é o primeiro restaurante de Salvador e entrar no ranking latino-americano.

Restaurante Origem é o brasileiro mais bem colocado na primeira parte da lista dos melhores restaurantes da América Latina, anunciada nesta quinta-feira, 03 de novembro.

O Latin America’s 50 Best Restaurants divulgou os colocados entre as 51ª e 100ª posições, e a casa dos chefs Fabrício Lemos e Lisiane Arouca aparece em 52º lugar.

Pioneiro em servir exclusivamente menu degustação na capital baiana, o Origem é também o primeiro de Salvador a aparecer no ranking, um dos mais respeitados da gastronomia mundial. A classificação foi anunciada virtualmente, em uma prévia da cerimônia que acontece no próximo dia 15, no México, quando serão conhecidos os 50 primeiros colocados.

“Estamos muito felizes com esse reconhecimento, pois por trás da experiência que procuramos entregar no Restaurante Origem existem pessoas que acreditam em uma gastronomia que vai além de uma simples receita, uma gastronomia que respeita toda a cadeia produtiva e que une pessoas que buscam fortalecer a cultura local”, comemora o chef Fabrício Lemos. 

 “O sentimento de vitória coletiva, sabendo que essa conquista não alegra só a mim e aos mais de 150 funcionários que trabalham conosco, mas a todos os baianos e nordestinos, é o que mais me enche de orgulho”, afirma Lisiane Arouca, comemorando a notícia no dia do seu a aniversário.

“A minha maior alegria é poder, de alguma forma, levar o Nordeste para o mundo, mostrar para as pessoas que a nossa região tem importância no cenário gastronômico do Brasil e, agora, no da América Latina”. 

Lisiane Arouca
Carne do Sol - Restaurante Origem
Carne do sol, mousseline de abóbora defumada, cuscuz com licurí e tripa – Foto: Leonardo Freire

A Premiação

Cerca de 300 especialistas anônimos do setor de restauração e da indústria de hospitalidade da região – com equilíbrio de gênero entre os votantes e cobertura de 21 países latino-americanos – compõem o painel de votação que resulta na lista dos melhores restaurantes da América Latina.

Chefs e restaurateurs, escritores, críticos e bem viajados amantes da gastronomia votam, cada um, em 10 restaurantes que visitaram nos últimos 18 meses, sendo pelo menos três fora de seu país de origem.A votação e os resultados são auditados de forma independente pela Deloitte.

Sobre o Origem: Identidade e memória nos sabores da Bahia além do dendê

Um apaixonado por frutos do mar e uma apaixonada por doce de leite com um objetivo em comum: resgatar a identidade gastronômica da Bahia, aliando ingredientes regionais e frescos com técnicas contemporâneas de culinária.

O chef Fabrício Lemos e a chef-pâtisserière Lisiane Arouca escolheram sua cidade natal, Salvador, para instalar o Restaurante Origem. Mas o variado cardápio que criaram – servido exclusivamente como menu degustação – propõe um passeio para além das fronteiras da capital, buscando unir sabores dos cinco biomas e 27 territórios de identidade baianos para apresentar o melhor da Bahia além do dendê. 

Depois de 14 anos nos Estados Unidos, onde se formou pela tradicional escola de gastronomia Le Cordon Bleu e trabalhou em restaurantes da luxuosa rede de hotéis The Ritz-Carlton, Fabrício retornou ao Brasil em 2010 disposto a alavancar a culinária de seu estado. A intenção era promover uma gastronomia baiana original, que recuperasse sabores tradicionais em pratos inovadores e capazes de suscitar lembranças e emoções a cada garfada.

Em Salvador, Fabrício passou pelo Mistura, criou o conceito do cardápio do Al Mare e ficou quatro anos à frente da cozinha do premiado Amado, de Edinho Engel, até fundar o seu Origem, com a esposa e sócia Lisiane Arouca, em 2016. O rápido sucesso da casa, que funciona apenas para jantares com reservas, consolidou os nomes dos chefs como referências da nova comida baiana e os alçou ao posto de promessas da gastronomia nacional.

O propósito do Origem, como sugere o nome do restaurante, é o resgate da identidade, da memória e da cultura baianas por meio do paladar. Assim, nasceram receitas como o “abarajé”, combinação dos clássicos locais abará e acarajé servida com vatapá. Outras iguarias, como a carne de fumeiro de Maragogipe, a farinha de Copioba e o licuri da Caatinga, além do umbu, do siri mole e de tantas outras, também são garimpadas por Fabrício e Lisiane em seus locais de origem, junto a pequenos produtores.

“O conceito do nosso restaurante é mostrar a Bahia além do dendê e de Salvador”, explica Fabrício Lemos. “Por isso, vamos até o interior do estado, estudando cada bioma e buscando raridades com produtores locais, a fim de desenvolver uma verdadeira gastronomia de identidade”, completa.

O menu degustação do Origem é montado periodicamente pelos chefs Fabrício Lemos e Lisiane Arouca, priorizando a sazonalidade e o frescor dos ingredientes genuinamente locais. São cerca de 15 etapas, preparadas com técnicas gastronômicas contemporâneas: shot de boas-vindas, snacks, couvert, principais do mar e da terra, intemezzo e sobremesas variam quase que diariamente de acordo com os insumos disponíveis.

O Chef Fabricio Lemos

Natural de Salvador, Fabrício Lemos morou 14 anos nos Estados Unidos, onde se formou pela renomada escola de gastronomia francesa  Le Cordon Bleu.  Durante o período em que morou no exterior, trabalhou em restaurantes da luxuosa rede de hotéis The Ritz-Carlton – Key Biscayne, Coconut Grove e Amelia Island, na Flórida -, acumulando larga experiência nas culinárias mediterrânea, italiana, francesa e espanhola. Foi ali também que aprendeu a dominar a sutileza da cocção dos frutos do mar.

Retornou a Salvador em 2010 disposto a disseminar uma nova gastronomia local. Depois de uma rápida passagem pelo Restaurante Mistura, em Itapuã, Fabrício foi responsável pela criação do conceito da cozinha do Al Mare, onde propôs um menu mais sutil em sabores e mais sofisticado na apresentação. O resultado lhe rendeu o título de Chef do Ano pela Revista Veja Comer & Beber Salvador em 2014. No ano seguinte, já estava à frente do Amado, eleito o melhor restaurante de Frutos do Mar do Brasil pela revista Gula em 2015.

No mesmo ano, recebeu os prêmios de Chef Revelação do Brasil e de Melhor Restaurante do Nordeste para o Amado pela Revista Prazeres da Mesa. Em 2017, foi novamente escolhido Chef do Ano pela Revista Veja Comer & Beber Salvador, dessa vez pelo trabalho autoral no Restaurante Origem. A casa também foi a escolhida em três categorias da premiação em 2018: Melhor da Cidade, Melhor Variado/Contemporâneo e Chef do Ano. No ano seguinte, repetiu o feito, ganhando novamente os três prêmios, além do de Restaurante Revelação para o Ori, segunda casa do chef, aberta em 2018.

Em janeiro de 2020, Fabrício Lemos inaugurou, novamente ao lado da esposa e sócia Lisiane Arouca, o minibar Gem. Em 2021, o casal de chefs abriu o Omí, novo restaurante do Fera Palace Hotel, onde agora assinam o conceito gastronômico de todo o setor de Alimentos e Bebidas, incluindo lobby, bar da piscina, café da manhã e room service. E, em 2022, o Segreto Ristorantino chegou para completar o grupo.

Chef Fabrício Lemos – Foto: Leonardo Freire

A Chef Lisiane Arouca

Nascida em Salvador, Bahia, Lisiane Arouca começou a se interessar pelos doces ainda na infância. Nas férias em Ilhéus, enquanto seus primos e irmãos brincavam na rua, ela não saía da cozinha de suas tias confeiteiras. Ainda muito jovem, começou a formação acadêmica na Faculdade de Belas Artes (UFBA), mas não demorou para encontrar sua plataforma de manifestação artística: os bolos confeitados. Decidiu então seguir carreira na culinária, se formando em Gastronomia pela Estácio Bahia e no curso de Chef de Cozinha do Senac.

Trabalhou em restaurantes de Salvador como chef confeiteira, assinando os cardápios de sobremesas, e foi sócia proprietária do 4Chef’s, empresa especializada em confeitaria personalizada, por quatro anos. Em 2016, abriu o Origem em sociedade com o chef Fabrício Lemos, seu marido. O casal abriu sua segunda casa em Salvador, o Ori, com conceito mais casual, em dezembro de 2018. No ano seguinte, Lisiane Arouca foi eleita melhor chef-pâtissière do Brasil pelo prêmio Melhores do Ano 2019, da revista especializada Prazeres da Mesa.

Já em janeiro de 2020, Lisiane e Fabrício inauguraram o Minibar Gem.  E, em 2021, o casal de chefs abriu o Omí, novo restaurante do Fera Palace Hotel, onde agora assinam o conceito gastronômico de todo o setor de Alimentos e Bebidas, incluindo lobby, bar da piscina, café da manhã e room service. E, em 2022, o Segreto Ristorantino chegou para completar o grupo.

Chef Lisiane Arouca – Foto: Leonardo Freire

Siga o MuitoGourmet no Instagram!

Serviço

Restaurante Origem
Endereço:
Alameda das Algarobas 74 – Caminho das Árvores – Salvador/Ba.
Funcionamento: de terça a sábado, das 18h30 à 00h.
Reservas: (71) 99202-4587.

Leia Mais

Clube Muito Gourmet
Dicas & Promoções Exclusivas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Gastronomia

16 restaurantes que não cobram taxa de rolha em Salvador

Vale a pena ler também...